17 junho 2011

Alcoolismo - Ary Barroso - Vítima de Cirrose Hepática


9 de fevereiro de 1964 - Ary Barroso morre em pleno Carnaval


Ary Barroso, 60 anos, faleceu, vítima de cirrose hepática, em pleno domingo de Carnaval, festa cujo prestígio ele ajudou a firmar através de sambas e marchas que o povo entoará a vida inteira.
Ary Barroso. Campanella/CPDoc JB

Nascido em 1903, na cidade mineira de Ubá, ficou órfão cedo e foi criado pela tia Rita, que o ingressou no meio musical.

Começou fazendo fundo ao piano nas sessões de cinema mudo.

Chegou ao Rio nos anos 20 onde lançou as composições Eu vou à Penha eVamos deixar de Intimidade. Bem recebidas pela crítica e pelo público, fizeram parte do seu primeiro disco, lançado em 1928.

Exaltou as belezas brasileiras, principalmente a Bahia - terra que cantou e decantou em seus sambas: Terra de IaiáNo tabuleiro da baiana Quando eu penso na Bahia. O reconhecimento maior chegou Aquarela do Brasil. Ary renovou a música popular brasileira, ao incorporar ritmos só conhecidos em instrumentos de percussão. As inovações seguiram nas composições posteriores, como Os Quindins de IaiáMorena boca de ouro e Terra seca, que invadiram as rádios, na voz de intérpretes como Carmem Miranda e Sílvio Caldas.

O sucesso atravessou fronteiras e a convite de Walt Disney foi para em Hollywood para musicar o filme Você Já Foi a Bahia?. Compôs cerca de 500 músicas sozinho e com parceiros, como Noel e Lamartine.
Veja abaixo a versão em vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário