17 junho 2011

Maysa e o alcoolismo - com Vídeo

Maysa nasceu em 6 de junho de 1936 em
São Paulo e morreu em 22 de janeiro de 1977.




A cantora e compositora foi um dos nomes mais importantes da música brasileira, e ficou para sempre associada ao estilo "na fossa", cujo repertório ampliou com composições suas, como "Meu Mundo Caiu" e"Ouça".
Em 20 anos intensos de uma bem sucedida carreira, Maysa interpretou com uma intensidade desconcertante, a princípio baladas e sambas-canção, mais tarde bossa nova e jazz.
Seu repertório refletia sua vida conturbada de amores desfeitos e alcoolismo, e essa identificação, percebida pelo público, transformou Maysa em uma diva da dor de cotovelo.
Em 1960, depois de separar-se do marido e engordar vários quilos, Maysa ficou conhecida também por seu alcoolismo. Suas músicas, já tradicionalmente de "fossa", tornaram-se ainda mais melancólicas, o que pode ser facilmente observável apenas pelo título de alguns de seus maiores sucessos:
"Felicidade Infeliz" (Maysa), "Solidão" (Antônio Bruno), "Bom dia, Tristeza" (Adoniran Barbosa/ Vinicius de Moraes), "Tristeza" (Haroldo Lobo/ Niltinho), "Ne Me Quite Pas" (Jacques Brel) e "Bloco da Solidão" (Jair Amorim/ Evaldo Gouveia). Nesse época, mudou-se para o Rio de Janeiro e começou a se interessar pela bossa nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário